terça-feira, 20 de fevereiro de 2018

O rebanho pastoral – explicando, de pastores – no cenário nacional vai fazer uma revolução religiosa, entre aspas

Assim também nem se eu, se por algum motivo esdrúxulo... Quisesse aceitar ou como muita gente faz, fazer vistas grossas para o ‘domínio pastoral’ crescente no Congresso Nacional... Ficaria difícil. É que este pessoal, do alto de sua arrogância e senso de poder absoluto, não sente necessidade de ser nada discreto ou minimamente comedido, mas, também, com um rebanho tão passivo como aquele que têm a mão ou em mãos... Não tem qualquer necessidade, já que o Ii* da turma é bem alto, e poe alto nisso.

O dito rebanho é um prato cheio em mãos dos golpistas – claro sem querer tirar-lhes os méritos golpistas próprios – e ‘luta’ para transformar o Brasil em um tremendo rebanho pastoral (neste caso de pastoreados...) de qualquer natureza ou ‘cor’ religiosa, ou não.
*Ii – índice de imbecilidade (sem querer ofender ou faltar com o respeito ao princípio elementar da liberdade religiosa, é apenas uma análise ‘psicopoliticosocial’, ou coisa que o valha...)
Este da imagem faz parte da “força tarefa religiosa nacional” e cuida muito bem de sua frente de luta... A “justiça” (Não se ofenda se eu colocá-la em minúsculas e entre aspas). Age como um paladino da ética e da moralidade, como um arauto por um “Brasil Melhor”. 
“Pastor Dallagnol recebe auxílio-moradia, auxílio pré-escolar e auxílio transporte
Deltan Dallagnol, Procurador da Republica no Ministério Público  Federal, coordenador da força tarefa responsável pela Operação Lava Jato, paladino da moral e dos bons costumes, criador do PowerPoint mais mal feito e famoso da nossa história recente, em abril de 2016, recebeu como rendimentos mensais R$ 86.850.59. Com salários girando em torno de R$ 29.000.00, recebe os seguintes valores como verbas indenizatórias:
 - Auxílio-moradia: R$ 4.377,73,
 - Auxílio pré-escolar: R$ 1.398,00
 - Auxílio-alimentação: R$ 884,00
 - Total: R$6.659,73
Além dos benefícios, também comprou dois apartamentos, num prédio do “Minha Casa, Minha Vida”, para revendê-los por valores mais caros, ou seja, desvirtuando o intuito original do programa, que é facilitar o acesso à casa própria para pessoas de baixa renda.

O exemplo de Dellagnol é importante, por ele se colocar como símbolo da moralidade, da ética, um verdadeiro guerreiro por um país melhor, claro, na cabeça dele e de seus admiradores.

De acordo com reportagem escritora por Mônica Bérgamo, segundo a ONG Contas Abertas, desde 2014 já foram gastos R$ 5,4 bilhões com o benefício para membros do judiciário e do Ministério Público.


Se gostou deste post subscreva o nosso RSS Feed ou siga-nos no Twitter para acompanhar nossas atualizações

*

segunda-feira, 19 de fevereiro de 2018

(...) na esteira da intervenção do exercito no Rio...

(...) na esteira da intervenção do exercito no Rio...
Se gostou deste post subscreva o nosso RSS Feed ou siga-nos no Twitter para acompanhar nossas atualizações

*

Reforma da Previdência? Sabia que Globo é dona da maior empresa de previdência privada!

Se, ainda tinha duvidas sobre a “justeza” da Reforma da Previdência... Veja mais esta!

Dizem que até a intervençãozinha fajuta nas favelas do Rio – desmoralização para o exército, assim, em minúsculas – faz parte do projeto. Seria para ganhar tempo e visibilidade na mídia associada, sobretudo a beneficiaria da reforma, enquanto compra, literalmente, os votos que faltam para derrubar a Previdência.
Veja a 'cara' do glorioso exército
E tem gente que gosta e aprova... Ignorância e desinformação pouca é, mesmo, bobagem...
“Sabia que Globo é dona da maior empresa de previdência privada!
Será por isso que ela e a Cegonhóloga defendem a Reforma da Previdência?
De amigo navegante que não perde uma manifestação da Cegonhóloga a favor da Reforma da Previdência que cura até dor de corno:
A maior empresa de previdência privada no Brasil pertence ao grupo Mapfre.  E o grupo Mapfre pertence à Globo.  Entendeu agora por que a Globo é a favor da reforma da previdência?
Confira aqui.

Se gostou deste post subscreva o nosso RSS Feed ou siga-nos no Twitter para acompanhar nossas atualizações

*

domingo, 18 de fevereiro de 2018

Ser de esquerda... O que é isto afinal?

Se gostou deste post subscreva o nosso RSS Feed ou siga-nos no Twitter para acompanhar nossas atualizações

*

É, todo mundo, entre aspas, já sabia... PF recebe ‘dindim’ da CIA e FBI há já um bom tempo

Prisão do ex-governador do Rio de Janeiro Sérgio Cabral 
Com informações assim fica bem mais compreensível, entre aspas, as noticias sobre ‘reuniões secretas’ – sem presença da mídia – entre a PF e o FBI e coisas do gênero, veja aqui, que de tão batidas nem mais chamam atenção de ninguém, como se fosse normal, aceitável e não uma ingerência obscena e descabida de um país nos negócios internos de outro.

Os eua, via FBI e CIA, assumem a cada dia mais, sem qualquer cerimônia, o comando explícito da famosa Lava Jato, ‘do’ indicado e guiado (?) moro.

É que sempre foi de praxe a participação, desde a elaboração à execução, de departamentos do gênero, dos eua, nos golpes de todo tipo que volta e meia rolam por aqui como um servicinho de cortesia da direita local ao capital internacional , e a si própria, é claro.

É tão natural, entre aspas, que o estadão, um sócio emérito dos esquemas de exceção e antipovo, ‘fala’ assim, como se fosse uma noticiazinha qualquer.

Pelo visto o negócio não é institucional, mas é direto com os agentes que obedecem, recebem ordens diretamente do Departamento de Estado dos eua.

A notícia ‘saiu’ há já algum tempo, veja aqui, em site da Câmara dos Deputados, além dos jornais usuais, mas, “não fedeu nem cheirou”, como se diz, e continua sem qualquer efeito prático. De lá pra cá a ‘coisa’ já pode ter se ‘aperfeiçoado, em eficiência e nível de intervenção, como pode ver, aqui, a CIA prendendo um desafeto do golpe e do esquema, como se estivesse, tranquilamente nos eua.

É, está... Normal... Entre aspas.

Se gostou deste post subscreva o nosso RSS Feed ou siga-nos no Twitter para acompanhar nossas atualizações

*

sexta-feira, 16 de fevereiro de 2018

Manifestantes coxínicos...

Se gostou deste post subscreva o nosso RSS Feed ou siga-nos no Twitter para acompanhar nossas atualizações

*

Do ‘armas para todos’ do bolsomito, o interino & Cia já ‘pensa’ em flexibilizar...

Então, veja o que disse o candidato que promete “chutar o balde por aqui...”:
“No que depender de mim, com a ajuda de vocês, todos terão porte de arma de fogo”, afirmou em seu discurso em carro aberto ao visitar o Pará, em outubro de 2017.

Então, está com você, ou melhor, com o seu, com o nosso, voto...

No paraíso das ‘armas livres’, os eua, as estatísticas diárias de assassinatos e chacinas promovidas por cidadãos comuns, de tão comuns, nem mais chegam a ser notícias por aqui, nem mesmo nos jornais mais americanófilos do pais. Nem precisa dizer o nome não é verdade? E muito menos nos ‘fantásticos’ da vida.

É pra não ‘macular’ a imagem de suprassumo da civilização, modelo no qual devemos nos mirar, sobretudo como coloniazinha obediente, como ‘esta fazendo’ o golpezinho tão apoiado pelo ‘povo’.

As indústrias de armas de lá, e da cá, estão por trás ($$$$$$$$) de propostas como estas, e só depende do votinho manjado... Para nos atermos somente a esse adjetivozinho chinfrim.
“Bolsonaro defende "arma para todos" e Maia quer flexibilizar porte de armas
Enquanto os Estados Unidos velam as vítimas de mais um ataque de arma de fogo contra seus cidadãos, o Brasil tenta recolocar em votação propostas que flexibilizam o porte e o uso de armas de fogo. Um projeto de lei (PL 3722/2012) do deputado federal Rogério Peninha Mendonça (MDB-SC) prevê a revogação do Estatuto do Desarmamento e está pronto para ser votado. Propõe a substituição do Estatuto do Desarmamento por um Estatuto de Controle de Armas que flexibiliza a “aquisição, a posse e a circulação de armas de fogo e munições no território brasileiro”.

Em novembro de 2017, a Comissão de Segurança Pública e Combate ao Crime Organizado aprovou uma proposta que permite a concessão de licença para o porte de arma de fogo para proprietários e trabalhadores rurais maiores de 21 anos.

O PL 30/2007 também voltou a tramitar nos últimos meses. Ele permite o porte de arma, inclusive fora do trabalho, a diversas categorias, como peritos médicos da Previdência Social, auditores tributários dos estados e do DF, oficiais de justiça e defensores públicos. Passou pela Câmara e chegou ao Senado em 2007. O relatório pela aprovação está na CCJ, onde houve pedido de vista.

Continue, aqui.

Se gostou deste post subscreva o nosso RSS Feed ou siga-nos no Twitter para acompanhar nossas atualizações

*

quinta-feira, 15 de fevereiro de 2018

e por falar em BBB...

Se gostou deste post, assine o nosso feed RSS Feed ou siga no Twitter, para acompanhar as nossas atualizações

*

Até onde vai o direito à privacidade da “figura pública”?

A vida pessoal, como a própria palavra já sugere, pertence e interessa apenas a ela, a pessoa, não é verdade? Entretanto, mesmo que a prática popular não respeite este princípio e a “vida dos outros”, a depender de quem sejam esses “os outros”, cai, inevitavelmente, na dita “boca do povo”.

Isto é tão comum para pessoas “famosas”, quanto para outras não tão famosas assim, que acabaram por cair em domínio público, tipo vizinhos, conhecidos e colegas.

É a velha fofoca, que parece tão velha quanto o próprio homem, e mulher, sobre a face da terra.

Veja também:  O deputado-pastor “gestor” da Comissão de DireitosHumanos, também, contra a Dilma. Uma pista...

Mas, este preâmbulo todo é para especular sobre a conveniência ou não, de falar, divulgar a vida pessoal, íntima, sexual, de uma figura emblemática na política nacional.

O interesse, e a divulgação, se justificam neste caso, e extrapola o sentido estrito de fofoca e/ou difamação, porque esta figura pública é um grande batalhador contra os direitos de minorias, sobretudo os sexuais, se é que possa me expressar assim.

É o deputado e pastor evangélico Marcos Feliciano, aquele das querelas intermináveis sobre direitos de minorias, e que, por mais esdrúxulo que pareça foi escolhido pelos seus pares como gestor da Comissão de Direitos Humanos daquela casa, que você lê, aquitambém, um pouco de suas “ideias e lutas”.

Logo, acho – e você? – que ao divulgar este vídeo, da folha/uol, eu não estou fazendo fofoca e nem invadindo a privacidade de ninguém, no “stricto sensu”. É uma divulgação de conhecimento relevante, que poderíamos até classificar como de bem ou de interesse público.

Sobretudo, como ficou claro acima, porque ele é um protagonista importante nas lutas pelos direitos humanos – no caso, contra – naquela casa, dita do povo.
Confira!
"Durou dois anos o namoro do deputado pastor Marco Feliciano com o ator Alexandre Frota (uma brincadeira?).
No programa Morning Show, da Rede TV. O ator Alexandre Frota afirmou que
namorou o pastor e deputado Marco Feliciano, presidente da Comissão de Direitos Humanos e Minorias, que recentemente aprovou um projeto de lei apelidado ‘cura gay’.

“Eu conheço bem ele. Ele foi meu namorado. Nós tivemos um relacionamento durante dois anos. Eu acho estranho ele dizer isso [em referência a um vídeo em que o pastor fala do projeto de lei apelidado como ‘cura gay’] porque não era bem isso que ele me falava na cama (…) [falando para a câmera] ‘Amor, eu estou estranhando essa sua posição.

Eu não estranhava as outras posições. Mas eu acho que, assim, por tudo o que a gente viveu Má, eu te amava, você sabe que eu te chamava de Dundum. Por tudo o que nós vivemos, por tudo o que você me falou, no pé do ouvido, eu esperava mais de você. E quando você puder, me liga por favor”, disse o ator.

Confira o vídeo aqui (UOL/Folha)

Se gostou deste post subscreva o nosso RSS Feed ou siga-nos no Twitter para acompanhar nossas atualizações

*

quarta-feira, 14 de fevereiro de 2018

(...) tem gente que concorda...

daí continuar apoiando o 'governo_golpe'...

Se gostou deste post, assine o nosso feed RSS Feed ou siga no Twitter, para acompanhar as nossas atualizações

*

O caçador de corruptos da globo & Cia pega dinheiro público de forma ilegal para se dar bem... Às nossas custas!

É aquele velho adágio popular: ‘Senta no próprio rabo e fica falando do rabo do outro’, ou como diz o autor do artigo abaixo, o cientista político Luis Felipe Miguel (...) huck não aguenta exposição ao sol (...), ou seja, é só se expor um pouco mais que a mazelas começam a aflorar.

O que não quer dizer que isto o fará desistir, e aos seus padrinhos políticos, inclusive, ou, sobretudo, a rede globo, de sua candidatura de caçador de corruptos...

É que confiam piamente na leseira de boa parcela do eleitorado que, não podemos negar, vem mostrando que está aí para isso, para fazer papel de imbecil e votar contra si mesmo, contra seus próprios interesses, enquanto repete o discurso manjado e repetido à exaustão pelas globos da vida.

Logo, é só esperar. Caso o psdb na consiga sair do seu ‘arranca rabo’ interno na indicação de um candidato, o filhote da globo vai encarar, sim, as urnas, contando com os lesos de sempre (sem querer ofender a ninguém em particular).

É uma versão mais televisiva do velho e manjado corrupto mor, aecinho...
"Luís felipe miguel: huck não aguenta exposição ao sol 
 Como ocorreu agora com o jatinho de Huck, adquirido com juro subsidiado, em negócio que só pode ser caracterizado como fraudulento: usou linha de financiamento destinada a alavancar o setor  produtivo. Uns poucos minutos de exposição ao sol já colocaram o novo pupilo do FHC em má situação para assumir  a posição de paladino da ética, aquele que estaria predestinado a unir os “homens de bem” contra os malvados”, diz  cientista político Luis Felipe Miguel.

O discurso do combate à corrupção tem três vantagens para a direita. Primeiro, desvia a atenção dos conflitos centrais da sociedade. Como consequência, contrabandeia a ideia de que nossos problemas se devem à ação de alguns "frutos podres" e, uma vez que eles sejam eliminados, o sistema passará a operar de maneira virtuosa. Por fim, abre caminho para a demonização do Estado, que aparece como único local em que a corrupção ocorre.

Mas há um problema: a própria elite política da direita costuma ser imensamente corrupta. É necessário um esforço gigantesco de mascaramento para que seus líderes possam parecer como limpos e algum dia a fachada acaba por cair (que o diga Aécio Neves). Por isso, é frequente a busca do outsider, aquele que teria condições de encarnar com alguma verossimilhança, pelo menos por algum tempo, o discurso da moralidade. Foi esse o papel de Collor, em 1989. O exemplo basta para mostrar qual é o estofo desejado para a personagem.

Quando a periferia da elite política conservadora também já está chamuscada demais, o negócio é buscar "o novo". Daí aparece o empresário, o apresentador de TV. O problema é que eles também duram pouco. Ficam expostos ao "fogo amigo", no momento em que a direita ainda disputa a escolha de seu candidato, e logo revelam seus pés de barro.

Como ocorreu agora com o jatinho de Huck, adquirido com juro subsidiado, em negócio que só pode ser caracterizado como fraudulento: usou linha de financiamento destinada a alavancar o setor produtivo. Uns poucos minutos de exposição ao sol já colocaram o novo pupilo de FHC em má situação para assumir a posição de paladino da ética, aquele que estaria predestinado a unir os "homens de bem" contra os malvados.

Por Luís Felipe Miguel, no Facebook


Se gostou deste post subscreva o nosso RSS Feed ou siga-nos no Twitter para acompanhar nossas atualizações

*

terça-feira, 13 de fevereiro de 2018

Corações e mentes...

Se gostou deste post subscreva o nosso RSS Feed ou siga-nos no Twitter para acompanhar nossas atualizações

*

O isopor na cabeça... Sabe quem está levando? O presidente do Brasil à época... É isso, o Lula.

É isso!

Ele estava indo à praia em um momento de folga...

Viu o esquema do interino, em situação semelhante? Agora no Carnaval? Então, ele sabe que tem, que pode, (????) usar o dinheiro público para viver, e se divertir, como um reizinho...
Veja: Temer passará carnaval no rio e lavará comitiva de 65 pessoas*
Segundo um assessor, o custo não sairá por menos de 120 mil reais. É isso! Dinheiro público! (seu... também...)

E o mais interessante é que tem gente que só pode gostar de coisas assim – já que apoia... – deste séquito imperial que segue o interino...

O “séquito” do Lula? Coisinha ‘pobre’, chinfrim, coisa de povo...

       *Para ninguém achar que é ‘intriga da oposição...' ‘Saiu’ no Estadão.

Se gostou deste post subscreva o nosso RSS Feed ou siga-nos no Twitter para acompanhar nossas atualizações

*

segunda-feira, 12 de fevereiro de 2018

Cuidando do voto...

Se gostou deste post subscreva o nosso RSS Feed ou siga-nos no Twitter para acompanhar nossas atualizações

*

Bolsonaro diz que “metralharia” Rocinha. É a ideia do fhc/psdb, trocar o povo...

Em principio eu acho uma “irrelevância”, entre aspas, ficar falando sobre “este coiso”...

Entretanto, sei de muita “gente boa” que o vê com bons olhos e, pelo visto, topa jogar o seu exercício democrático do voto – como poderíamos dizer? – no lixo, dai fazermos esta concessão e divulgar algumas preciosidades do “gênio político...”.

Candidatos assim são situações inevitáveis em um processo democrático normal. Democracia esta que, por sinal, trás em si mesma o germe de sua própria destruição em eventuais propostas esdrúxulas. O diferencial é o eleitor. O sentido, a base real do processo democrático.

Afinal, o voto consciente pressupõe, exatamente, isto: saber o que se está fazendo, ou melhor, em ‘que’ está, efetivamente, votando. Logo, um pouco de informação nunca é demais

Esta afirmação que vai ver conferir abaixo foi feita/dita diante de uma plateia de mil executivos do mercado financeiro, Bolsonaro afirmou que mandaria um helicóptero despejar folhetos sobre a favela da Rocinha, avisando que daria um prazo de seis dias para os bandidos se entregarem, quando foi aplaudido pelos ouvintes.

"Bolsonaro diz que “metralharia” Rocinha

A Rocinha tem mais de 70 mil habitantes. É a maior favela do país. Lá residem, naturalmente, dezenas de milhares de crianças, mulheres e idosos. 99,99% da comunidade é composta por trabalhadores.

Pois bem, Bolsonaro, em palestra para aproximadamente mil executivos do mercado financeiro, num evento promovido pelo BTG Pactual, disse que tinha uma receita infalível para resolver o problema de violência da Rocinha.

Bolonaro disse que ordenaria que um helicóptero lançasse do alto milhares de folhetos sobre a favela dando um ultimato de seis horas para que os criminosos se rendessem.

Após esse tempo, se a bandidagem permanecesse escondida, ele ordenaria que se metralhasse a comunidade.

Não é a primeira vez que Bolsonaro dá declarações fascistas contra a Rocinha.

O que nos choca, como sempre, é a cumplicidade dos meios de comunicação, que deveriam se insurgir imediatamente contra esse tipo de declaração, que lança uma sombra de medo e terror sobre um enorme contingente de cidadãos indefesos.

O próprio ministro da Justiça, ou mesmo o presidente da república, deveriam se pronunciar neste caso, repudiando as declarações de Bolsonaro, com palavras de conforto destinadas aos moradores da favela.

Ah, mas não temos ministro da Justiça ou presidente da república, visto que ambos foram lá postos através de um golpe de Estado e, por isso, não tem um pingo de respeito da população.


Se gostou deste post subscreva o nosso RSS Feed ou siga-nos no Twitter para acompanhar nossas 

*

domingo, 11 de fevereiro de 2018

Informação e consciência...

Se gostou deste post subscreva o nosso RSS Feed ou siga-nos no Twitter para acompanhar nossas atualizações

*

Colecionar pode ser, mesmo, uma ótima ideia... Qual é, mesmo, a sua?

Clique nas imagens para ampliar
Só para citar um exemplo “da hora”, como se diz, o Jaron Lanier, um ícone respeitado no universo tecnológico – criou o termo realidade virtual – é um grande colecionador.

Ele considera que colecionar “(...) é um “hobby” saudável que também contribui para a formação do caráter e da personalidade das pessoas, além de ser um trabalho inestimável de preservação da memória do homem e das sociedades (...)”.

Ele tem uma coleção de mais de mil instrumentos musicais.
O ato de colecionar começa não se sabe como, geralmente em algum lugar da infância ou adolescência a partir da percepção ou do olhar diferenciado sobre algum objeto. 

No principio rola quase sem querer e acaba por ocupar um lugar importante em nossa vida e se tornando uma grande fonte de prazer.
Colecionar algo, portanto, é um “hobby” ou hábito, como querem alguns, muito difundido, tendo inclusive – as coleções – dado origem a inúmeros, senão todos os museus, aqui e pelo mundo a fora, que nada mais são que grandes coleções específicas ou diversificadas.

Logo, um museu – o acervo – nada mais é do que uma coleção, tanto de instituições públicas ou privadas como de particulares, que em dado momento passam a ser abertas ao público.
Os museus seriam impensáveis se não fosse o gosto das pessoas em, a partir de um determinado momento e ou motivo, começarem a juntar objetos com temas variados ou específicos.

As coleções vão desde quadros e obras de arte diversas de grandes pintores da humanidade, até a mais romântica coleção de papéis de carta ou uma prosaica coleção de latas de cerveja.
Confira: Como fazer para usar suas coleções na decoração de seu espaço em casa
Existem mais colecionadores do que parece à primeira vista, o fato é que quase todo mundo “junta” alguma coisa de que gosta muito, embora não dê a isto o nome de coleção.
Apesar das tentativas de psicólogos, e outros “psis” da área, de enxergarem algum traço neurótico no hábito, colecionar é um “hobby” saudável que também contribui para a formação do caráter e da personalidade das pessoas, além de ser um trabalho inestimável de preservação da memória do homem e das sociedades, como diz acima o Jaron Lanier

Isso além de ser uma tremenda curtição e grande prazer pessoal para quem faz. E aí, o que você coleciona? (RE)

Publicado originalmente em 14/11/2011, aqui, e revisto/reeditado em 03/02/2018.

    Obs. Eu, particularmente, sou um colecionador. Destaco: Primeiras edições de obras literárias (raras e caras), de canivetes, de marcadores de livro e de facas.

Se gostou deste post, assine o nosso feed RSS Feed ou siga no Twitter, para acompanhar as nossas atualizações

*

sábado, 10 de fevereiro de 2018

Coxinismo militante...

Se gostou deste post subscreva o nosso RSS Feed ou siga-nos no Twitter para acompanhar nossas atualizações

*

Já viu? É Claro! O Serra pisando em abaixo-assinado com milhares de assinaturas contra a reforma da Previdência... E aí?

E aí, é eleitor paulista? Votou no Serra? Então, se não tem ou precisa de aposentadoria e coisinhas do gênero... Mas, se for como grande parte dos trabalhadores, mesmo, e precisa... (seu direito!!)  É bom começar a repensar seu voto para senador, psdb & Cia.

Esse ato aparentemente engraçado até, do dito cujo pisando em uma lista com 320 mil assinaturas de trabalhadores... É como ele, de fato, considera, e vê, não a questão da previdência, apenas, mas os interesses dos trabalhadores/eleitores...

Ele faz isso, também, porque sabe que a grande maioria dos seus eleitores não vai tomar conhecimento desta cena. Confia piamente nos mecanismo ‘alienatórios’ dos JN’s da vida sobre as cabeças de seus eleitores.

Esta cena é emblemática e ilustra muito bem a natureza real de sua atuação como parlamentar, em que pese à ‘vida’ em que se encontra por lá... Aprontando a suas anti-povo e anti-Brasil... Já que é um entreguista nato.

Nem vamos entrar nos méritos dos processos sobre corrupção que reponde, responderia, já que STF & Cia os entocaram em uma gaveta qualquer para que percam os prazos, para que prescrevam... 
Leia: Maior dos ladrões pisa em abaixo-assinado contra a Previdência
É uma ação entre amigos – internos e externos – às suas, às nossas custas...
Claro! Ele não é o único. O povo já diz: Uma andorinha ‘só’ não faz o verão...

Cuidar do voto é cuidar da ‘vida’... Apelação? Não acho, se pensar melhor vai ver que tem sentido... Votar é muito mais do que ‘o saco’ de ficar na fila esperando sua vez naquela urna...

Se gostou deste post subscreva o nosso RSS Feed ou siga-nos no Twitter para acompanhar nossas atualizações

*

sexta-feira, 9 de fevereiro de 2018

Quando a 'grande’ mídia – jn’s da vida – prevalece sobre seu bom senso

(...) se não é patrão...

Se gostou deste post subscreva o nosso RSS Feed ou siga-nos no Twitter para acompanhar nossas atualizações

*

Pobre de direita...

(...)

Se gostou deste post subscreva o nosso RSS Feed ou siga-nos no Twitter para acompanhar nossas atualizações

*